B3: Retropunk divulga mais informações sobre o seu novo projeto

A Retropunk Game Design divulgou ontem, em seu site, mais informações sobre o seu novo e grande projeto, até agora denominado de B3.

O B3 será o primeiro projeto de financiamento coletivo da editora Retropunk. Ele consistirá em uma caixa contendo três livros de RPG diferentes entre si, tanto na temática como no sistema de jogo, cada um com entre 40 e 60 páginas. Além disto, a caixa conterá alguns acessórios para os jogos.

Dois jogos já estão confirmados, o Uma Mensagem Escrita Pela Morte, escrito por Guilherme Moraes e A Trama, escrito por John Bogéa. O terceiro título ainda não foi escolhido. Veja um breve release dos dois títulos confirmados:

- Uma Mensagem Escrita Pela Morte é um jogo tradicional com alguns elementos colaborativos (por enquanto) que mistura a ação com o sobrenatural, usando um sistema de regras alternativo feito exclusivamente para ele (para não dizer indie, ok? :P). Nele, os personagens assumem uma tarefa delegada pela Morte: caçar os Caídos e equilibrar a balança da Existência.

- A Trama é mais um jogo do John Bogéa …que concorreu ao RPGênesis em 2011. Nele, os jogadores assumem o controle de pessoas obcecadas por teorias malucas que, por mais fantasiosas que pareçam, acabam se tornando realidade dentro de um mundo de paranoia e conspiração.

A Trama possui um fast-play que pode ser obtido no neste link.

Sobre o terceiro jogo há algumas possibilidades, como algum concorrente do concurso Faça Você Mesmo 2011 ou 2012 da Secular Games ou algum jogo da RPGênesis, um jogo completamente inédito,um jogo estrangeiro (até mesmo um RPG de Portugal), isto será decidido antes do início da campanha de financiamento coletivo, mas, caso você queira sugerir um jogo pode mandar um e-mail para a Retropunk sugerindo um.

Ainda não há maiores dados sobre o início da campanha de financiamento coletivo, como os brindes dela, assim como os livros propriamente, mas estaremos acompanhando e assim que houverem mais informações divulgaremos por aqui.

Autor: Minas Morgul

Começou a jogar RPG em 2000, conhece bem vários sistemas, mas prefere jogos e cenários de fantasia medieval. Desde criança joga board games, sendo que recentemente retomou este prática, mas gosta mesmo de jogos de cartas. Curte video games, mas possui pouco tempo para jogar.

Compartilhar o post em

Deixe uma resposta